8 de outubro de 2018

João Azevêdo diz que vai ‘aprimorar’ modelo de gestão de Ricardo

Jhonathan Oliveira

Segundo o governador eleito, algumas ações do atual governo precisam ser ampliadas.

O governador eleito da Paraíba, João Azevêdo (PSB), disse que pretende dar continuidade ao modelo de gestão que vem sendo executado pelo governo de Ricardo Coutinho (PSB), a partir de 2019. No entanto, ele destacou que pretende aprimorar e ampliar ações desenvolvidas pela atual gestão.

Candidato pela coligação ‘A Força do Trabalho’, João Azevêdo foi eleito no primeiro turno das eleições neste domingo (7). O socialista conseguiu 58,18% dos votos válidos (1.119.758 dos totais).

“Administrativamente o estado está organizado. Em janeiro, vamos implementar o plano de governo que elaboramos. Um plano que tem o estabelecimento de várias metas, como todas as políticas públicas que existem no Estado precisam ser aprimoradas. São detalhes, são ampliações que nós vamos fazer”, afirmou o governador eleito, em entrevista coletiva.

João enfatizou que pretende sequenciar o trabalho de Ricardo, sem “sobressaltos”. Mas fez questão de deixar claro que ele e o mentor político são diferentes. “ Cada um tem uma lógica diferente do tratar da coisa pública, entretanto esse projeto tem um conceito que vai continuar sem sobressaltos. A Paraíba pode ficar tranquila que não vai ter nada extremamente diferente que quebre ou crie uma ruptura daquilo que houve anteriormente”, destacou.

O governador eleito também disse que o resultado das urnas mostra que a Paraíba reconheceu que evoluiu. “As pessoas querem sentir a presença do governo e sentir com obras que tem alguém olhando por elas”, disse. Ele também comemorou a formação das bacadas estadual e federal e garantiu que “o povo da Paraíba sabe que pode contar com uma pessoa que trabalha de manhã, de tarde e de noite”.

“Junto com a alegria da vitória e a sensação de missão cumprida, nessa primeira etapa, vem também a consciência que a responsabilidade é muito grande. O povo da Paraíba espera cada vez mais e essa esperança moveu mais de 1 milhão de pessoas a aprovarem esse projeto”, reforçou Azevêdo.

Resultados

O candidato ao governo pelo PV, Lucélio Cartaxo, ficou em segundo lugar, com 23,41%% dos votos válidos (450.525 dos totais). Na terceira posição ficou o candidato José Maranhão (MDB), com 17,44% dos válidos (335.604 dos votos absolutos); seguido por Tárcio Teixeira (PSOL), com 0,81% (15.522 votos) e Rama Dantas (PSTU), com 0,167% (3.146). Votos em brancos foram 13.6341 (4,67%) e nulos totalizaram 397.288 (16,31%). Um total de 431.016 eleitores (15,04%) se abstiveram de votar.