7 de outubro de 2018

João Azevêdo é eleito governador da Paraíba com 58,12% dos votos

João Azevedo e Ricardo Coutinho celebram vitória no 1º turno (Foto: Mayara Medeiros/CBN Paraíba)

João Azevedo e Ricardo Coutinho celebram vitória no 1º turno (Foto: Mayara Medeiros/CBN Paraíba)

A eleição para governador da Paraíba foi decidida no primeiro turno com a eleição do candidato João Azevêdo, da coligação A Força do Trabalho. O socialista conseguiu 58,18% dos votos válidos (1.119.758 dos totais), nas eleições realizadas neste domingo (7). O resultado foi divulgado às 20h40 com 92% das urnas abertas, mas a contagem só terminou às 23h.

João Azevêdo foi eleito com o apoio do atual do governador Ricardo Coutinho (PSB). Logo após o resultado das urnas, o novo governador do estado agradeceu a militância pelo apoio na campanha. “Esta é uma vitória que é nossa, que não é apenas minha, mas de todos nós”, comemorou.

Ex-secretário de recursos hídricos, João Azevêdo disse, em entrevista à CBN Paraíba, concedida no último dia 24 de setembro, que teria autonomia para governador, caso fosse eleito.

O governador eleito disse durante entrevista coletiva concedida por volta das 21h15 que a Paraíba reconheceu que evoluiu “e quem promoveu essa evolução”. “As pessoas querem sentir a presença do governo e sentir com obras que tem alguém olhando por elas”, disse. Para ele, essa não é apenas a vitória de um governador, mas de um projeto. Ele também comemorou a formação das bacadas estadual e federal e garantiu que “o povo da Paraíba sabe que pode contar com uma pessoa que trabalha de manhã, de tarde e de noite”.

Derrotados

O candidato ao governo pelo PV, da coligação a Força da Esperança, Lucélio Cartaxo, ficava em segundo lugar, com 23,41%% dos votos válidos (450.525 dos totais). O candidato não agendou coletiva à imprensa para se pronunciar sobre o resultado do pleito, mas emitiu nota em que agradeceu aos eleitores. “A ‘Força da Esperança’ de que esses dias chegarão é o que continuará nos guiando na vida política e no exercício diário de nosso trabalho voltado para a vida do paraibano. Esse é o desejo que nos move e é nesta busca que continuaremos trabalhando incansavelmente”, afirmou.

Na terceira posição ficou o candidato José Maranhão (MDB), com 17,44% dos válidos (335.604 dos votos absolutos); seguido por Tárcio Teixeira (PSOL), com 0,81% (15.522 votos) e Rama Dantas (PSTU), com 0,167% (3.146). Votos em brancos foram 13.6341 (4,67%) e nulos totalizaram 397.288 (16,31%). Um total de 431.016 eleitores (15,04%) se abstiveram de votar.

Maranhão havia agendado uma coletiva à imprensa em sua residência, no bairro do Altiplano, em João Pessoa, para falar após a votação, mas acabou cancelando e só deve se pronunciar nesta segunda-feira (8). Tárcio Teixeira também agendou para esta segunda-feira uma entrevista, às 10h, no Hotel JR, no Centro da capital.

Eleição tranquila

Durante o pleito, pelo menos 41 urnas tiveram que ser substituídas devido a problemas técnicos. Segundo o relatório detalhado divulgado às 10h30 deste domingo, cinco urnas já tinham sido substituídas durante a manhã em seções nas zonas 17, em Campina Grande; 44, em Pedras de Fogo; 47, em Pirpirituba; 55, na Baía da Traição; e 61, em Bayeux.

Devido a troca das urnas, sobretudo as da capital, acabou gerando muita demora para conclusão da votação. Eleitores relataram ter enfrentado longas filas para conseguir votar, inclusive a candidata ao governo da Paraíba pelo PSTU, Rama Dantas. Ela iria votar às 10h, mas devido a problemas na urna de votação teve que retornar às 15h e ainda enfrentou fila para exercer a sua cidadania. Os demais candidatos ao governo votaram normalmente pela manhã.

Um total de 22 pessoas foram detidas entre a noite de sábado (6) e a tarde deste domingo (7) em 17 municípios da Paraíba, segundo o último balanço de ocorrências policiais das Eleições 2018 divulgado pelo TRE-PB. Para garantir a segurança durante a votação, neste domingo, foram mobilizados cerca de 5.600 policiais civis e militares, além de bombeiros militares para atuar na Paraíba. A Polícia Federal também participa. Pela primeira vez em 14 anos, as eleições no estado não contarão com reforço de tropas federais.

 

>>> Confira o histórico das Eleições na Paraíba

Perfil do candidato

João Azevêdo

Natural de João Pessoa, João Azevêdo Lins nasceu em 1953. Formou-se em Engenharia Civil na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em 1979, possui pós-graduação em Metodologia do Ensino Técnico e lecionou como professor no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB).

Durante sua carreira ocupou cargos como diretor da Divisão de Planejamento Habitacional do Instituto de Assistência à Saúde do Servidor (IPEP), nos anos de 1980 a 1983, Secretário de Serviços Urbanos do Município de João Pessoa, entre 1986 e 1989, Secretário de Planejamento do Município de Bayeux, em 2003, Secretário da Infraestrutura do Município de João Pessoa, entre os anos de 2007 e 2010.

Em 2011, foi nomeado pelo governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), como Secretário Estadual do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Ciência e Tecnologia e, no ano de 2015, quando houve a fusão desta pasta administrativa com à Secretaria de Infraestrutura, passou a exercer o cargo de Secretário da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba, até 2018.

Em abril de 2018 deixou o cargo de Secretário da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia da Paraíba para concorrer na disputa ao cargo de governador do Estado da Paraíba nas Eleições Gerais, sendo sua candidatura confirmada na Convenção estadual do PSB no mês de agosto.