7 de outubro de 2018

Polícia registra 22 prisões por suspeita de crime eleitoral

Balanço de ocorrências policiais das Eleições 2018 é feito pelo TRE-PB.

Um total de 22 pessoas foram detidas entre a noite de sábado (6) e a tarde deste domingo (7) em 17 municípios da Paraíba. Os números são do balanço de ocorrências policiais das Eleições 2018 divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). A última atualização aconteceu às 16h.

Segundo os números, as detenções foram por crimes eleitorais como propaganda eleitoral, boca de urna e compra de votos, além de uma pessoa que foi presa por motivo de desobediência. Os casos foram registrados em João Pessoa, Juarez Távora, Campina Grande, Gurjão, Mamanguape, Caaporã, Pombal, Patos, Monteiro, Olho D’Água, Queimadas, Sobrado, Zabelê, Alhandra, Sousa, Soledade e Cajazeiras.

Aconteceram detenções na capital, no bairro São José, onde uma pessoa foi presa com R$ 14,2 mil em dinheiro com uma grande quantidade de material de propaganda eleitoral de um candidato. O homem preso foi encaminhado para a sede da Polícia Federal, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, para procedimentos cabíveis. Além desse, também houve casos no Bairro das Populares, em Pombal, com três detidos. Em Monteiro, um homem foi detido após desacatar a polícia

Para garantir a segurança durante a votação, neste domingo, foram mobilizados cerca de 5.600 policiais civis e militares, além de bombeiros militares para atuar na Paraíba. A Polícia Federal também participa. Pela primeira vez em 14 anos, as eleições no estado não contarão com reforço de tropas federais.